Gente Grande



Acho que estou que estou ficando velha. Será? Pense comigo: Primeiro descobri uma escoliose. Ela me obriga a fazer dez sessões de RPG por ano. Nem todo ano eu faço, mas deveria. Sou bem "tortinha" como me denomina minha família. Nunca notou? Pode observar! Tenho um "S" na coluna, bem visível, uma hora te mostro como é estranho. Mas enfim, depois da escoliose descobri um tal de ovário policistico que me obrigou a tomar pílula anticoncepcional regularmente por tempo indefinido - ou pelo tempo que os cistos insistissem em ficar. Depois veio uma dor de cabeça que me fez ter que usar óculos. Depois foi uma tal alergia não sei de que que quase me matou. Fiquei parecendo o Will Sith em "O conselheiro amoroso", uma bizarrisse só! E por último, arrumei uma dor de garganta que não melhora nunca. Minha voz mal está saindo. Logo eu! Tão saudável! Minha mãe é hipocondríaca. Será que é genético???

Mas não são só as manifestações físicas. Quando eu tinha uns 15 anos descobri que gostava de micareta, especialmente de Chiclete com Banana - aquela banda que canta "Cabelo raspadinho estilo Ronaldinho", lembrou? Então, Acho que foi uma das melhores épocas da minha vida! Como era bom! Juntava as amiguinhas, o pai de alguma delas nos deixava e nos buscava. Eu, sempre ligada na tomada, era uma das que mais aproveitava. Como era bom! Não só nas micaretas, em qualquer festa, meu nome era pronto! Pagode, axé, sertanejo, samba. Meu Deus como rodei.

Há um ano e meio comecei a namorar. Será que é o namoro que está me deixando assim? Aiai! Comecei a ficar seletiva. As farras já não tem aquele clima de festa e festa e festa. Parece que as creches deixam de funcionar depois das 18h e a meninada faz a festa. O empurra-empurra não aguento mais. Os gritos estéricos e as gracinhas para aparecer para os outros muito menos. As cantadas imbecis, nem precisa falar. Quanta coisa inútil! Será que já fui assim?...

Festa do Divino Pia Eterno! Rezar ou festar? Nossa, que pecado, eu mais festava que rezava todo ano. E olha que sou romeira desde que me entendo por gente. Por último, rezei. Romerar que é bom, não consegui andar mais que dois quarteirões. E pra ir a pé?! Ixi! Piorou. Parece que nos anos anteriores era tão fácil. Dava aquela cansadinha básica no final e no outro dia estava tudo bem. Hoje completa três dias que fui e ainda não consigo firmar o golpe. Meu Deus! O que está acontecendo?

Pelo menos não sou só eu. Meu namorado (a Noiva) também está apresentando esses sintomas estranhos. Ele, ao contrário de mim, começou a caminhada num "ânimo", reclamando de dor aqui, ali, aculá. Ei hein! Ele até já me disse que pra ir pra uma festa tem que ser algo muito, mas muuuito bom pra fazer ele sair de casa. Esquisito.

Enfim, as coisas parecem já não ter a intensidade de antes, o brilho e a animação de quando eu tinha meus 16 ou 17 anos. A cabeça está cheia de outras coisas, a mente já não suporta muito bafafá, os ouvidos já estão cheios de muito barulho. Parece que tudo antes era melhor, mais legal, mais animado. Hoje... bem, hoje eu vivo.

Ser gente grande é muito chato!

5 comentários:

Aline disse...

eu tava pensando a mesma coisa esses dias amor... rsrs

Hb Carvalho disse...

É, minha querida! Isso que é amadurecer!!! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... O pior nem é olhar para trás e se perguntar: "Será que já fui, assim?" É olhar para frente e ver muita gente, que passou dos 30, querer voltar no tempo, na marra, chegando perder o senso do ridículo. Aí, sim, vc grita: "Meu Deus! Eu vou ser, assim?"

Juliana Faleiro disse...

Olá, obrigada pelo seu comentário no meu blog.
Li o seu texto e gostei muito.

Formei em jornalismo faz pouco tempo mas não estou exercendo a profissão.
O meu blog estava desatualizado até ontem quando publiquei o texto sobre a Copa do Mundo
Um abraço
Juliana Faleiro

Hb Carvalho disse...

Falando em envelhecer... Parabéns, Maria Branca! Tudo de melhor pra vc!

paulinho damascena disse...

Belissimo Blog, parabéns
vou sempre passar por áqui...
tb tenho um blog, depois passe por lá.


http://pcsouzabv.blog.uol.com.br/

Postar um comentário

porque lá no fundo todo mundo pensa alto!






Pensamentos soltos traduzidos em palavras pra que você possa entender o que eu também não entendo.


Arquivo do blog

Vi na net...

Loading...

Vem dizer...

Vem dizer...
... que às vezes você não pensa alto!