Ai como dói


Adoeci. 
Eu quase nunca adoeço.
No máximo uma dor de cabeça, uma coriza sem graça, uma moleza no corpo. Garganta ruim??? É ruim hein! Chupa casca de romã que passa!
Dessa vez não foi assim...
Tossi, escorreu, espirrei, doeu, machucou, ardeu, arranhou. Nem casca de romã ajudou!
Sai do trabalho sem conseguir abrir a boca normalmente. Uma dor na mandíbula... Ave Maria!
Dá-lhe médico, dá-lhe guia, tosse, espirro, dor... Mas aí o que acontece??? Eu choro!!!
Isso mesmo. Eu confesso! Sou criança, sou 'molenga', mulherzinha. Chorei porque a dor não passava, porque o corpo estava mole, porque doía sem parar...
Aí vem o médico, olha de lá, olha de cá. Mal me olha. Passa um remédio e tudo passa.
Amanhã, começa tudo de novo...

6 comentários:

Aline de Castro disse...

eitaah... e oq que era amor??? Faringite?

Humberta Carvalho disse...

Garganta irritada mesmo. Mas não passa nunca!!! rss

Fereira K.P. disse...

As vezes a dor é necessária para mostrar que estamos vivos,e essa dor desatinada, é quase nada, se comparada a dor da alma de quem busca viver na calma e na delícia da vida.
Parabéns pelo poesia e obrigado por teres comentado minha coluna na feedbackmag.com.br

Jakeliny Mendonça disse...

Parabéns, Bebeta blog está cada vez melhor. Eu a sigo anonimamente já faz algum tempo. Bjo

Humberta Carvalho disse...

Obrigada Jack! Uso isso aqui para falar coisas que vem de dentro.... bjuus

Jakeliny Mendonça disse...

Faça uma visitinha no meu blog. Bjo

Postar um comentário

porque lá no fundo todo mundo pensa alto!






Pensamentos soltos traduzidos em palavras pra que você possa entender o que eu também não entendo.


Arquivo do blog

Vi na net...

Loading...

Vem dizer...

Vem dizer...
... que às vezes você não pensa alto!