Vamos lá! Repita comigo!

Em 2011 me formei e arrumei um trabalho supimpa. O site entrou no ar em julho. Era uma correria danada. A plataforma nos dominava e sonhávamos com ela. Ou melhor, tínhamos pesadelos. Achei que no final do ano as coisas melhorariam, que o ritmo desaceleraria e que tudo se tornaria mais tranquilo. Mas não. Elas pioraram. Era só trabalho, trabalho, trabalho. Minha vida social tem deixado a desejar. Mas pensando bem, as coisas melhoraram.

Melhoraram porque hoje sabemos perfeitamente entender e operar o sistema. Mas por outro lado, a correria é cada vez maior. Ao contrário dos meus anos anteriores, o final de 2011 foi uma loucura total. Ao invéz de ter menos serviço e desacelerar o ritmo, trabalho, trabalho e trabalho. Nada mais!

Mas não estou reclamando. Penso que escolhi muito bem o que ser. Talvez fosse uma falta de opção também, porque não sei fazer mais nada além disso. Claro, posso aprender, mas não quero. Nada tão parecido e dinâmico como eu quanto meu tão amado jornalismo.

Para tantos não tem valor e não é merecedor de um diploma. Mas meu, só quem vive aquela loucura, correria e surpresas do dia a dia de um jornalista sabe do que eu estou falando. Seu trabalho é um saco? Você faz as mesmas coisas todo os dias? O meu não! E eu adoro isso! Talvez por isso ali seja o meu lugar.
O complicado é que a cada dia eu vejo o quanto eu não sei nada. O quanto ainda tem para aprender e o quanto eu ainda tenho que crescer. Eu gosto disso. Tenho a sensação de que nunca vou ser 100%, mas 99% eu ainda chego lá...

Como dizem os mais velho e experientes: Ainda estou cheirando frauda!

2 comentários:

elizabeth disse...

Muito bom Humberta, percebo o quanto você já amadureceu, alías acho até que amadureceu antes do tempo....talvez quem sabe pelas circunstâncias da vida, mas você soube muito bem lidar com as "neuras" que somos obrigados a ter que encarar no dia a dia. Siga em frente

Fernando Henriques disse...

Putz Humberta, meu final de ano foi assim também, acelerado. Enquanto todos diminuíam o ritmo e alguns até entravam em recesso, eu estava lá, cada noite dormindo mais tarde. Mas tudo bem, assim como vocÊ, eu gosto do que faço e sei que um dia a recompensa virá. Abraços, você foi um achado pra gente.

Postar um comentário

porque lá no fundo todo mundo pensa alto!






Pensamentos soltos traduzidos em palavras pra que você possa entender o que eu também não entendo.


Arquivo do blog

Vi na net...

Loading...

Vem dizer...

Vem dizer...
... que às vezes você não pensa alto!