Vamos lá! Repita comigo!

Em 2011 me formei e arrumei um trabalho supimpa. O site entrou no ar em julho. Era uma correria danada. A plataforma nos dominava e sonhávamos com ela. Ou melhor, tínhamos pesadelos. Achei que no final do ano as coisas melhorariam, que o ritmo desaceleraria e que tudo se tornaria mais tranquilo. Mas não. Elas pioraram. Era só trabalho, trabalho, trabalho. Minha vida social tem deixado a desejar. Mas pensando bem, as coisas melhoraram.

Melhoraram porque hoje sabemos perfeitamente entender e operar o sistema. Mas por outro lado, a correria é cada vez maior. Ao contrário dos meus anos anteriores, o final de 2011 foi uma loucura total. Ao invéz de ter menos serviço e desacelerar o ritmo, trabalho, trabalho e trabalho. Nada mais!

Mas não estou reclamando. Penso que escolhi muito bem o que ser. Talvez fosse uma falta de opção também, porque não sei fazer mais nada além disso. Claro, posso aprender, mas não quero. Nada tão parecido e dinâmico como eu quanto meu tão amado jornalismo.

Para tantos não tem valor e não é merecedor de um diploma. Mas meu, só quem vive aquela loucura, correria e surpresas do dia a dia de um jornalista sabe do que eu estou falando. Seu trabalho é um saco? Você faz as mesmas coisas todo os dias? O meu não! E eu adoro isso! Talvez por isso ali seja o meu lugar.
O complicado é que a cada dia eu vejo o quanto eu não sei nada. O quanto ainda tem para aprender e o quanto eu ainda tenho que crescer. Eu gosto disso. Tenho a sensação de que nunca vou ser 100%, mas 99% eu ainda chego lá...

Como dizem os mais velho e experientes: Ainda estou cheirando frauda!

2 comentários:

elizabeth disse...

Muito bom Humberta, percebo o quanto você já amadureceu, alías acho até que amadureceu antes do tempo....talvez quem sabe pelas circunstâncias da vida, mas você soube muito bem lidar com as "neuras" que somos obrigados a ter que encarar no dia a dia. Siga em frente

Fernando Henriques disse...

Putz Humberta, meu final de ano foi assim também, acelerado. Enquanto todos diminuíam o ritmo e alguns até entravam em recesso, eu estava lá, cada noite dormindo mais tarde. Mas tudo bem, assim como vocÊ, eu gosto do que faço e sei que um dia a recompensa virá. Abraços, você foi um achado pra gente.

Postar um comentário

porque lá no fundo todo mundo pensa alto!

Vi na net...

Loading...

Vem dizer...

Vem dizer...
... que às vezes você não pensa alto!